Menu
Mauricio Queiroz
EN | PT

Assine nossa newsletter e receba novidades

A LOJA QUE SEGUE O CLIENTE

Em um mundo em constante transformação, o varejo se adapta. Surgem novos negócios e novos formatos

+
A SUPER EXPERIÊNCIA DA GASTRONOMIA

O conceito de bares e restaurantes está totalmente atrelado à experiência do consumidor

+
10 LOJAS ESPETACULARES DA APPLE PELO MUNDO

As lojas da Apple são conhecidas por seu design inovador. Vidro, metal e madeira são os materiais de base

+
A GERAÇÃO DE LOJAS QUE NÃO QUER VENDER

A loja física passa por uma revolução. Com o crescimento do e-commerce, o varejo foca em experiência e precisa fazer mais do que vender

+
A SURPREENDENTE LOJA DA SONOS, EM NY

No modelo de showroom, tem sete casulos que simulam diferentes ambientes e variados estilos de vida

+
O QUE É DESIGN DE CONSUMO?

O Design de Consumo entende a história, o DNA da marca, conhece o público-alvo e como ele gostaria de se relacionar com essa marca

+
05/out/2016 O que é Design de Consumo? Post por: Administrador

Megastore Etna

Diante da necessidade de um termo que classificasse o trabalho exercido em seu escritório, o arquiteto Mauricio Queiroz, com mais de 20 anos de mercado, uniu a formação em arquitetura de projetos comerciais com análises do mercado varejista e criou o Design de Consumo, uma ponte entre as necessidades das marcas e seu conhecimento.

Ao iniciar o trabalho em determinado projeto, Mauricio atua como consultor, estudando o público-alvo e os hábitos do cliente, analisando a comunicação visual da empresa, observando o posicionamento da marca no mercado, detalhando a logística – desde a circulação do cliente ao tipo de fechadura a ser instalada –, estudando os melhores pontos de abertura das lojas até a viabilidade da implantação do sistema de franquias. Por fim, como arquiteto, projeta e executa as lojas, fábricas, escritórios e pontos de venda. Além de acompanhar a expansão da rede e o desenvolvimento da marca no mercado.

Projeto - Megastore Etna

Mais do que layout, o Design de Consumo promove diferencial competitivo. Os hábitos dos clientes são cuidadosamente analisados quando se concebe um projeto destinado ao consumo.

Ao projetar a Megastore Etna, Mauricio Queiroz detectou em pesquisas que a mulher preferencialmente escolhe os objetos para casa, porém é comum a necessidade do casal estar de acordo para a finalização da compra, embora o homem não esteja sempre disposto a garimpar objetos de decoração por tantas horas em uma única loja.

Pensando nisso, foi projetado o espaço chamado de estacionamento de maridos, com internet, telefone, TVs de plasma e café, tudo gratuito e locado propositalmente ao lado do departamento de eletrônicos, vedete entre os produtos de primeira necessidade dentro de uma casa, segundo os homens. Como complemento para a família, foi colocado também um infantário, com games, cinema e monitores de plantão, uma cozinha experimental com arquibancada para cursos de gastronomia nos finais de semana e uma sala especial onde os noivos escolhem os itens de sua lista de casamento com direito a champanhe, mimos que uma boa loja não pode deixar de oferecer. Os produtos são estrategicamente locados nas prateleiras, de forma a sugerir uma venda complementar. Assim, uma pessoa que vai comprar uma estante, acaba levando também o porta retrato ali exposto.

Projeto - Under Armour

Outras marcas já apostam no Design de Consumo, como Under Armour, em que Mauricio captou o conceito e a essência da marca que foi criada para Underdogs (Azarões) e que descarta elementos como a sorte e o dom, e abre espaço para a disciplina e determinação.

E Le Creuset, em que a proposta do escritório é totalmente diferente do conceito mundial, apostando em uma proposta mais friendly e aconchegante: piso de demolição, mobiliário branco e clean, espaço para experiências e cozinha funcional. Além de Dior, New Era, Omega Watches, Vivara, Café do Ponto, entre outras.

Projeto - Le Creuset

“Hoje uma loja não pode ser apenas um depósito de produtos. Muitas marcas brasileiras já entenderam isso. Design de consumo é aquilo que você não vê. Por exemplo, a partir do momento que meu cliente entende a importância da distribuição de produtos dentro da sua loja como uma forma de atrair a curiosidade e o potencial de compra do consumidor, ele já começa a perceber a importância do design de consumo para seu negócio. Daí pra frente fica fácil valorizar todos os outros atributos e benefícios desse conceito para o sucesso comercial daquela loja”, explica Mauricio Queiroz, CEO na Mauricio Queiroz – Design de Consumo.



Assine nossa newsletter e receba novidades